Recrutamento em Recife? Aprenda como!

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Quais são os passos para ter sucesso no Recrutamento em Recife? 

Recrutamento em Recife é uma mina de ouro, há várias oportunidades e possibilidades valiosas. A região passou por um crescimento acelerado nos últimos anos, assim existem vários talentos esperando uma oportunidade, especialmente os que acabaram de ingressar em uma universidade. Todavia, é preciso atentar-se às peculiaridades desse mercado para poder aproveitar o máximo. Conhecer quem são seus futuros talentos, como conduzir seus Processos de Seleção e o cenário econômico da cidade é fundamental. 

Conheça o cenário de Recife 

Na última década, entre 2009 e 2019, a cidade de Recife cresceu muito. E a continuidade de seu crescimento é esperado devido a um boom de investimentos, como no polo automotivo. Há então um panorama interessante: existem mais vagas de trabalho que candidatos qualificados para assumi-las.  

Este não é o único problema. Este cenário traz para as empresas dificuldades para completar o quadro de pessoal e mais ainda de reter seus colaboradores. Outra questão importante é o comportamento dos candidatos frente aos processos de recrutamento e seleção. Em especial, os jovens concorrentes aos postos de trabalho não se seduzem tão facilmente por altos salários 

Atualmente os novos profissionais já priorizam vários outros aspectos. Assim, a chave para atingir o sucesso no recrutamento em Recife está na relação candidato-seleção e colaborador-empresa! 

O candidato em Recife 

Uma pesquisa elaborada pela revista Negócios PE apresentou dados muito interessantes sobre os candidatos da região, especialmente os mais jovens. O quesito de Treinamentos e cursos, foi o mais apontado pelos pesquisados (63%) como fundamental oferta da empresa para o seu colaborador. Outro aspecto interessante é a preferência dos jovens por empresas que oferecem ao estagiário oportunidades de carreira (76,5%).  

Empresas e organizações que oferecerem expectativa de carreira e desenvolvimento profissional certamente sairão na frente e captarão os melhores talentos. Além disso, fatores como respeito pelos colaboradores, bom clima organizacional e orientação para o desenvolvimento têm também grande destaque.  

Concluímos que não basta captar talentos, é fundamental retê-los. Afinal, você precisa estar preparado até mesmo se a concorrência aparecer querendo tomar o profissional. 

Vejamos o que não fazer na relação com os seus futuros colaboradores: 

1 – Trainees e estagiários… cafezinho? 

Na hora de contratar profissionais para essas categoriasnão se esqueça de que eles não estão lá apenas para servir cafezinho ou para tirar xerox. Veja seu jovem colaborador como um futuro gestor, o futuro rosto da sua empresa.

Desenvolver esses talentos, engajá-los na cultura organizacional de sua empresaevitando o turnover, além de estar sempre aberto para escuta-los é o melhor caminho a ser tomado. Tenha em mente que empresas com um corpo profissional engajado produzem até 142% mais! 

2 – Descaso com a evolução tecnológica 

O mundo muda constantemente e você também deve mudar e adaptar sempre! A tecnologia está presente em todos os setores e a organização que souber usa-la a seu favor, com certeza sairá na frente.  

Usar os recursos tecnológicos para melhorar o engajamento dos seus colaboradores com a sua cultura pode ser uma boa forma de reter seus talentos. Em especial nos Recursos Humanos, uma onda de evolução apareceu nos últimos anos: o Recrutamento Preditivo. As plataformas de recrutamento inteligente e as ferramentas de gestão de desempenho são instrumentos poderosos para sua gestão de pessoas. 

Não descarte seu talento, aproveite-o! O profissional que chegar na sua empresa provavelmente trará uma série de conhecimentos e experiências. Não ignore ou releve, afinal, podem ser informações chave para te levar ao sucesso. 

3 – Ignorar a importância da Cultura Organizacional 

A relação entre o colaborador e a organização deve ser simbiótica, ou seja, ambos os lados devem se beneficiar. O futuro profissional deve mergulhar na cultura da organização além de ter um propósito alinhado com o seu negócio. É necessário que você garanta que o colaborador não seja apenas bem-sucedido no seu trabalho, mas que ele esteja engajado e feliz no exercício da sua profissão. Não é à toa que isso é tendência mundialÉ um caminho sem volta! 

Compartilhe nas redes sociais

Deixe seu comentário