O Futuro das HR Techs não é amanhã… é agora!

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Inovação no RH já faz parte do dia a dia das melhores empresas 

A conceituada consultoria G2 Crowd  apresentou no final de 2018 suas previsões para o mercado corporativo. Com base nessas informações, há uma projeção mundial que o setor de o Recursos Humanos a alcançar a marca de 30 bilhões de dólares até 2025. Por isso, entende-se que há uma real expectativa de crescimento, uma vez que em 2016 esse valor girava em torno de 12,6 bi.   

A partir de 2010 começamos a perceber um movimento tecnológico dentro do Recursos Humanos em prol de busca de soluções inovadorasMas agora o boom dos HR Techs veio com força total! Os RH´s das organizações vem conquistando seu espaço estratégico junto as diretorias. Logo, esse destaque traz cada vez mais soluções originais para a Gestão de Pessoas. 

A transformação digital chegou ao RH. Plataformas de gestão de pessoas com recursos para gerir cargos e salários, carreira e sucessão, avaliações de desempenho, entre outros, tomaram o lugar das extensas e nada práticas planilhas. 

Mas então, o que realmente mudou com as HR Techs? 

Seria totalmente leviano pensar que a mudança se resume à introdução de novas tecnologias no RH. A princípio, é importante entender que a maior transformação de todas está no mindset, ou seja, na forma como o papel do Recursos Humanos é pensado dentro da organização. Sua função agora é gerir o capital humano da empresa de forma estratégica, potencializando o desempenho dos talentos e, consequentemente, dos resultados. 

Para confirmar esse fato, vê-se que a Gestão de Talentos figura como uma das tendências que estará mais em alta no RH em 2019. Dessa maneira, a Gestão de Performance tomará um novo caminho e será elevado ao papel de ferramentas como a Avaliação de Desempenho, o Feedback Ágil e o Plano de Desenvolvimento Individual (PDI). São esses crescentes recursos que nos levarão ao RH realmente estratégico e tão almejado. 

Equivalente a isso as HR Techs têm se multiplicado, principalmente as que estão focadas em Gestão de Pessoas. Assim, permite que os líderes e executivos utilizem as tecnologias como ferramentas estratégicas; automatizam os processos para fornecer dados estratégicos, potencializando a tomada de decisões para enfim, acelerar os negócios.  

Sabemos que o motor de toda essa engrenagem são as pessoas em suas melhores versões de performance e produtividade. Estamos falando sobre aprimorar a Estratégia de Pessoas, aliando-a a uma Gestão de Resultados em tempo real. 

A HR Tech da gestão de pessoas do futuro 

Seguindo a premissa de que pessoas melhores constroem empresas melhores, aparece no mercado uma nova HR Tech para responder aos desafios da Gestão de Pessoas. Plataformas surgem e atrelam pessoas, dados e People Analytics para elaborar os melhores indicadores de gestão. Permitindo, então, a inserção do desenho de modelos de competências conforme os valores do negócio. Metodologias como o Assessment realizam o mapeamento de competências, permitindo confrontar as competências do negócio com o potencial dos profissionais. 

Com isso, os líderes podem extrair resultados por níveis e basear suas tomadas de decisão. Há plataformas que é possível visualizar esses dados por negócio, por diretoria, por área, por unidade de negócio e por profissionais. Assim, mesurar o potencial e a performance através de relatórios gerenciais. 

É hora de você buscar uma solução estratégica para desenvolver pessoas e negócios. 

HR Techs: o Futuro é agora! 

A realidade descrita acima não é mais um sonho dos Gestores de Recursos Humanos, pelo contrário. As HR Techs são uma realidade, já estão presentes dentro das maiores organizações. Não é suficiente ter um RH operacional e burocrático. Agora é fundamental que ele seja estratégico e atue como principal fornecedor de informações e ferramentas aos gestores. 

É importante que você forneça ferramentas para empoderar os profissionais e que os mesmos consigam autogerir suas carreiras, que os líderes realizem a gestão de suas equipes e que os RH’s realizarem uma gestão sistêmica dos processos por meio de dados que suportem as decisões estratégicas do negócio. 

Compartilhe nas redes sociais

Deixe seu comentário