Mindset, o que é essa palavra de 1001 utilidades?

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Eu não sei vocês, mas acredito que Mindset começou a cansar. Sabemos que o uso de termos em inglês fazem parte do meio corporativo e engloba vários e ou todos os setores do mundo dos negócios, mas em um momento de 2019 tudo virou culpa ou resultado do “seu mindset”. E o Recursos Humanos não está fora dessa realidade.

Como surgiu esse tal de mindset ?

Mindset é uma palavra que tem sua origem no inglês e sua tradução para o português é mentalidade. Mas no senso comum, começou-se a usar esse termo muito associado à inovação ou aos programas de coach.

Esse intercâmbio de línguas e palavras que já são apropriadas e naturalizadas no português é normal e vai ganhando formas nas áreas. Para o Recrutamento e Seleção, candidatos passam a ser analisados por suas soft skills e pelo mindset de aprendizado e inovação. CEOs e líderes devem ter um mindset de compartilhamento, transversalidade e abertura de ideias.

Com uma gestão orientada por dados as empresas que optam por um pensamento de inovação TENDEM a possuir um mindset

Uma das grandes estudiosas sobre o assunto, Carol S. Dweck, autora do livro “Mindset: a nova psicologia do sucesso”, explica como o mindset deixa claro o nosso modo otimista ou pessimista de enxergar e se posicionar diante de diversas situações da vida. Como cada um encara seus desafios. Mindset tem total ligação com nossa vontade de aprender.

Mindset é a sua forma de pensar?

Tanto na vida pessoal, como na profissional sabemos que o sucesso em nossas vidas está ligado a como pensamos, pois o jeito como conduzimos nossa forma  de pensar reflete nas nossas atitudes.

Seja no ambiente de trabalho, nos negócios, estudos, educação das crianças, meio esportivo, amor… o sucesso de nossas vidas, seja no âmbito profissional ou no pessoal, está diretamente ligado ao que pensamos. Sabendo disso, é mais fácil entender como o mindset é capaz de dialogar diretamente com a nossa disposição para o aprendizado. Além da autoconfiança e com a maneira como encaramos os desafios e dificuldades.

Então, a pergunta que não quer calar: “Qual o problema com mindset?”

Nenhum!!

Sendo um mindset  flexível, empático, inovador e de crescimento, você  está no caminho certo. Não adianta tentar mudar uma  atitude se você não muda a mentalidade.

O problema é o desgaste do uso. Começa  a vir uma enxurrada de mindset, em todos os  blogs, em todos sites, artigos, Podcasts e Youtube. Essa avalanche de um mesmo termo é  que satura. Mas, “OK! transforme seu mindset para o momento e seja feliz”.

Não adianta tentar mudar uma atitude se a mentalidade não for alterada, pois logo o comportamento anterior voltará a ser executado. É preciso alimentar pensamentos positivos, de crescimento e que possam trazer real vontade de aprendizado constante.

Conclusão

Mais uma vez, a canseira maior é o excesso do uso que chega a banalizar um termo, uma palavra que até possui um significado e aplicação interessante, mas o volume  do uso é que leva a exaustão. Contudo, tenha um mindset positivo e siga mais feliz na  sua carreira e vida.

Para aplicar um mindset de alta performance com afinidade com a sua equipe separamos essas: 3 Técnicas para elevar sua performance nos processos de R&S, leia esse texto e nos conte os resultados no seu dia a dia.

 

Compartilhe nas redes sociais

Deixe seu comentário