Fornecedor de Mão-de-obra Temporária, 5 dicas para fazer a melhor escolha!

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

5 dicas importantes na análise de contratação e manutenção de seu fornecedor de Mão-de-obra Temporária

Sabemos da urgência em se contratar nesse momentos. Algumas áreas precisam repentinamente de uma produção em larga escala.  Temos total consciência que o momento é de demandas inesperadas, pois o cenário mudou. O levantamento da Associação Brasileira do Trabalho Temporário (Asserttem) mostra que o movimento de contratações temporárias em meio à pandemia do novo coronavírus está ocorrendo, especialmente, na prestação de serviço para as áreas essenciais saúde, indústria de suprimentos, alimentos, supermercados e serviços.

Um dos setores com alta demanda de contratação é o de alimentação, como produção de alimentos, embalagens, supermercados, varejistas e atacadistas. Entre as vagas oferecidas estão as de operador de loja, recepcionista de caixa, padeiro, açougueiro, entre outras.

Mas como escolher bons parceiros para fornecer Mão- de- Obra temporária?

Todo o processo de escolha de um bom parceiro comercial exige os cuidados tradicionais de verificação de qualidade, idoneidade, um bom custo benefício e primordialmente, boas referências.

Quando vamos analisar um processo de contratação de um fornecedor de mão-de-obra temporária este rol de cuidados deve ser redobrado. Sendo assim, trata-se de uma modalidade de intermediação de mão-de-obra, ou seja, na prática, uma escolha errada pode trazer prejuízos sérios a organização.  Dessa maneira, a empresa Tomadora de Serviços é subsidiária de todas as obrigações e recolhimentos trabalhistas.

A relação comercial é de longa duração e as prescrições de risco são demoradas. E não são raras as notícias de fornecedores que oferecem condições abaixo de mercado e que após adquirirem o contrato, não possuem condições financeiras e estruturais para sua gestão. Portanto, como se diz no jargão popular “Quem paga mal, paga duas vezes”.

Seguem 5 dicas importantes na análise de contratação e manutenção de seu fornecedor de Mão-de-obra Temporária:

  • Verifique sua regularidade junto ao Ministério do Trabalho e Emprego, através de seu registro ativo de Empresa de Trabalho Temporário.
  • Solicite informações econômico financeiras de seu fornecedor, e verifique sua condição de solvência e saúde financeira
  • Acompanhe seus certificados de regularidade de Tributos federais, estaduais e municipais e junto a Justiça do trabalho.
  • Exija a comprovação dos pagamentos mensais de salários e encargos.
  • Verifique as referências de mercado deste fornecedor

Conclusão:

Enfim, não importa se estamos passando pela pandemia ou não.  A princípio estar bem amparado é sempre a melhor ( e única) opção e uma empresa que consegue ter todo amparo jurídico é a melhor opção e durante o processo se tornará uma grande certeza do caminho escolhido.

O GRUPO SELPE é uma Empresa de Trabalho Temporário (ETT) devidamente habilitada junto ao Ministério do Trabalho e Emprego desde 1974 e especialista neste fornecimento de mão-de-obra.
Mais detalhes, consultem nossos especialistas.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe seu comentário