Confie na Análise Preditiva!

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Técnicas e estudos como realizar a melhor análise preditiva. Como tudo começou ? Porque utilizar ?

Com o propósito de deixar seu 2020 com o melhor conteúdo possível, vamos apresentar  esse copilado de técnicas. Todo material que você acessar aqui, vem de uma pesquisa elaborada com materias internacionais selecionados especialmente para o Recursos Humanos. O nosso recorti principal foi a  análise preditiva. Então, acesse os links, leia o artigo e mude sua forma de contratar, selecionar e desenvolver. É a sua hora de ter o máximo da eficiência nos seus processos!

A França foi percursora desse estudo científico que apresentaremos agora. As pesquisas começaram por lá em 2001 e grandes acadêmias como Harvard, Stanford e MIT testaram e validaram a forma de diagnosticar o perfil adequado para determinada posição e todo seu match com liderança, cultura, equipe…enfim, prever o sucesso!

Aproveite!

Como os estudos começaram ? De maneira bem simples!

As maiores necessidades de quem trabalha com Recursos Humanos estão ligadas a diminuir as taxas de Turnover. Nessa única palavra se encontra a chave para contratações mais efetivas, desenvolvimentos mais precisos e produtivos. Então, tudo começou com o anseio de gerar resultados reais, de estabilidade, otimização de resultados, performance e engajamento.

Quando se fala em potencial no recrutamento preditivo, está acima de todo potencial comportamental. Este último é considerado como a combinação de três fatores-chave:

  1. O modo como a pessoa pensa (suas habilidades),
  2. O que a coloca em movimento (suas motivações) 
  3. O modo como ela se comporta diariamente (sua personalidade).

Esses 3 fatores são apreendidos, extraídos, por meio de questionários. Cada sequência de perguntas possui cerca de dez minutos cada, cujo objetivo é chegar a uma caracterização detalhada de todos os profissionais, de acordo com um conjunto de critérios pré-definidos. Essa é a chave da Análise Preditiva; analisar um cenário, seus desafios e nuances e trazer para a realidade da empresa e sua afinidade com o profissional. Dessa forma é possível prever assim o sucesso  para determinada posição. O que se entendi por sucesso é a união de vários fatores: estabilidade, satisfação, engajamento, performance positiva e todos os fatores que contribuem para a produtividade aliada a felicidade. Organizações e colaboradores vivendo a plenitude almejada no ambiente de trabalho.

As Ciências Humanas e a tecnologia se encontraram com os dados. A inteligência artificial trouxe essa evolução para o RH. A estabilidade e a produtividade que a análise preditiva propõe, está associada a satisfação no trabalho, ao propósito, aos “matchs” com cultura, liderança, cargo, rotina… Todas essas características formam análises de dados cruzados de fácil visualização para os profissionais de Recursos Humanos. 

Sendo a necessidade de desenvolver ou contratar, a análise preditiva apoia as decisões com maior precisão.

A análise preditiva e sua eficiência

Portanto os critérios coletados devem ser usados ​​para avaliar o potencial de cada futuro candidato. Dessa forma serão definidos o perfil profissional adequado para a empresa. Mas o melhor da predição no Recrutamento e Seleção é potencializar o engajamento a Cultura Organizacional . 

Empresas que investem em Análises Preditivas  alcançam resultados de produtividade e estabilidade superior em até 85% do que as organizações que não aderem a esse método.

Em primeiro lugar avalie seu cenário de trabalho e colha todas as informações de cultura, liderança, rotina, motivações…

Antes de tudo para construir este modelo, um dos métodos mais usados ​​- e mais eficazes – é avaliar internamente as pessoas que já ocupam a posição para a qual você quer construir um modelo (em cada um dos três fatores-chave do potencial).

Como resultado vincular essas características em relação a duas variáveis: 

  1. O nível de desempenho efetivamente entregue por cada um dos empregados em posição,
  2. A qualidade de sua atitude, entendida como seu alinhamento com a cultura corporativa e maneiras de fazer as coisas dentro da organização.

Graças à comparação entre essas duas categorias de dados (por um lado, “quem são as pessoas”, por outro, seus resultados e sua atitude no trabalho. Em suma, torna-se possível identificar os chamados “preditores de desempenho e satisfação na posição “.

Em segundo lugar estude mais sobre a predição de sucesso que Harvard e mais de 5.000.000 de europeus validaram

Assista esse vídeo sobre talentos e entenda mais sobre as soft skils dos seus profissionais e candidatos e aplique-as na análise preditiva para potencializar seus resultados em até 91%.

Além disso separamos aqui um case com dados de sucesso sobre a integração da soft skils com análise preditiva e o avanço da produtividade.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe seu comentário